segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Banco americano Lehman Brothers se declara em quebra após 158 anos


G1
"O banco de investimento Lehman Brothers, quarta entidade dos Estados Unidos, pôs fim hoje a 158 anos de história nos quais superou a Guerra Civil americana, a crise ferroviária do final do século XIX, a Grande Depressão após a Crise de 1929 e o desastre do Long Term Capital Management, em 1998.

A empresa, fundada em 1850 pelos irmãos Henry, Emanuel e Mayer Lehman, em Montgomery (Alabama), representa, com seus US$ 613 bilhões em dívidas, uma das maiores quebras dos EUA, à frente da do WorldCom, em 2002, e da Drexler Burnham Lambert, especialista em hipotecas 'subprime' e que se declarou em quebra em 1990.

O banco, que dispõe de ativos no valor de US$ 639 bilhões, é um gigante com 25.935 funcionários distribuídos em 61 escritórios espalhados pelo mundo todo.

(...) Há cinco meses, o executivo-chefe do Lehman Brothers, Richard Fuld, avisou os acionistas que o pior aindaestava por vir.

(...) As ações da empresa acumularam, na última semana, uma queda de 77,4%, chegando aos US$ 3,65. No final de 2007, os títulos do quarto maior banco de investimento dos EUA eram negociados a US$ 65,44, o que significa que este ano caíram 94,4%.

Com o resgate do Bear Stearns pela JP Morgan, a quebra do Lehman Brothers e a compra da Merrill Lynch pelo Bank of America, restam somente dois grandes bancos de investimento americanos intactos após a crise: Goldman Sachs e Morgan Stanley." [Mais.]

Um comentário:

niv@ disse...

Que tragédia!...